Rápida divagação sobre as capas recentes da Panini

Da série “Ninguém perguntou, mas estou dando a minha opinião mesmo assim”.

  Olá pessoas, como vão? Esse post é bem pessoal e pode parecer meio besta para alguns, mas tem uma finalidade e gostaria que todos lessem até o final. Tudo surgiu com a vontade de comentar algumas capas recentes da Panini e aqui estou.

  Recentemente foi divulgada a capa de One Piece 4 e, nossa, como eu achei feia! Confiram abaixo:  Essas cores não combinaram NADA! Azul com Vermelho? pff Eu estava pronto para levantar minhas tochas contra a editora e xingar muito no twitter, mas antes fui pesquisar como era a original e:  Tapa na minha cara. A capa japa feia também. Mesmo eu achando que se o fundo da edição nacional fosse de um azul mais claro e/ou o vermelho fosse mais escuro ela ficaria mais harmoniosa não tem o que discutir aqui, a culpa não é da editora. Isso me levou a pensar que é sempre bom pesquisar as coisas antes de criticar. Até agora eu não entendi por que a Shueisha não liberou a Panini para usar esse mapa como fundo. Ok, eles alegaram direitos autorais e etc, mas, sinceramente, alegar isso quando a editora propôs usar um mapa do próprio Eiichiro Oda não é convincente. Mas eu gostei dos “raios” saindo do “O” que a Panini fez e tenho esperanças dessa capa ser daquelas que, na internet parecem o capeta e ao vivo ficam agradáveis de se ver, tal qual foi com a edição um de One Piece.

  Outro ponto, ainda sobre OP, que acho válido ressaltar é a lombada. Não sei se é algo que elogio ou critico porque só saberemos como ficará a coleção quando tivermos mais mangás lançados aqui, mas por hora eu estou mais inclinado a não gostar. Isso porque as cores são deveras chamativas e tenho medo de que os 60 e tantos volumes juntos fiquem mais coloridos que a Avenida Paulista em dia de parada gay.

  Agora vamos à outra capa:  Oi, eu sou o Goku. Essa capa está aqui só pra deixar bem claro que a maioria dos mangás não tem problemas com essa diferença entre as capas japonesas e as brasileiras. Tanto isso é verdade que raros são os casos em que a capa de um mangá gera polêmica (lembrando que estou falado só da Panini, rs). Em alguns casos tem-se uma leve diferença na versão nacional, como foi com Naruto que ganhou pequenas faixas (azuis nas edições ímpares e laranjas nas edições pares). Justamente por serem detalhes eles não incomodam, mas não deixam de representar um risco visto que a qualquer momento o autor pode mudar o estilo da capa e esses detalhes passarem a não se encaixar. É o caso de D.Gray-Man.   Para quem não sabe, D.Gray-Man era publicado na revista semanal Shonen Jump e, devido problemas de saúde da autora, foi transferido para a revista mensal Square Jump (da mesma editora). Com isso o estilo da capa mudou, passando a apresentar o logotipo na vertical. Aqui no Brasil era adotado esse quadriculado envolvendo o nome da autora desde a edição 1 e, segundo a Panini, para não descaracterizar a obra, além de manterem o quadriculado eles optaram por deixar o logo na horizontal. Aqui está o ponto principal desse post. Isso era realmente necessário? Como a iniciativa (ao que parece) partiu da própria Panini eu duvido muito que os japas iriam recusar uma capa mais próxima à original. A minha grande cisma aqui é que a autora desenha a capa de modo que ela fique harmoniosa com o logo na vertical. Mudando ele de lugar é óbvio que parte da arte será tampada e, onde ele deveria estar originalmente, ficará um vazio, que no caso do vol. 21 foi usado para abrigar o código de barras. Sem contar que o roxo virou azul, ou isso são meus três problemas de vista me zoando?

  Será que um mangá com seus 20 volumes já publicados no Brasil perderia a clientela se o “D.Gray-Man” fosse mudado de lugar? Será que quem já compra o título deixaria de reconhece-lo nas bancas (ainda mais com o protagonista na capa), ou que isso impediria novas pessoas de comprarem o título? Acho que, justamente por já ter tantos volumes publicados por aqui, DGM já possui sua base de compradores bem sólida e que isso não alteraria significativamente as vendas e que, se alguém que não conhece a série visse o mangá com o novo tipo de capa na banca aí sim que ficaria curioso para saber do que se trata, aliás a aparência lhe causaria “estranheza”, não deixaria de ser uma novidade nas bancas.

  Para finalizar esse tópico eu gostaria de saber o que vão fazer com a edição 22. Tampar as pernas da Lenalee? Tipo… as PERNAS? Quem lé DGM sabe que muito mais que fanservice as pernas são a principal parte do corpo da personagem, é com o que ela luta. Enfim, não creio que a Panini irá mudar, mesmo porque aí sim ia ficar uma coisa estranha (imaginem o volume 21 sendo o único com o logotipo diferente da edição japa). Se sabe que não vai mudar por que tá escrevendo tanta m*rda seu blogueiro acomodado? Porque acho importante deixar uma opinião/sugestão registrada E porque logo logo teremos um caso parecido e, quem sabe, ele não passe pela mesma coisa que D.Gray. Vamos ver o que aconteceu a partir do volume 49 com as capas de Bleach?  Sim, mudança no logotipo e adição desse “contorno” sobre o título e sobre o número da edição (além de o autor ter usado muito mais sombras nos personagens, mas isso não vem ao caso). Antes de a Panini alcançar o volume 49 de Bleach eu deixo aqui meu apelo, caso alguém da editora leia esse post: Por favor, não mudem o estilo da capa. Pode ser uma besteira para a maioria, mas para quem a companha a série pela internet e compra os mangás da editora seria um balde de água fria ver o logotipo e o título do volume do mesmo jeito que os dos volumes anteriores. Coisa que, infelizmente, foi feita com Bleach na Itália, pela filia da Panini de lá.  Concordem, discordem, opinem, comentem! E, se quiserem que Bleach mantenha suas capas como as originais, divulguem. Obrigado a quem leu até aqui. xD

PS: Imagens retiradas dos sites Mangás da Panini – Fansite, Panini Comics (Itália), Bleach Project, D.Gray BR e Google Imagens.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Rápida divagação sobre as capas recentes da Panini

  1. Seria desastroso alterar a capa. A capa, em especial no caso da obra do Kubo, é muito importante! O capítulos em si, de forma semanal, são “ruins”, mas quando compilados com a capa, poema e os desenhinhos adicionais antes dos capítulos tornam a história muito mais completa. Então, isso não é só um post sobre capa… Mas já deve ter visto que aqui no Brasil, eles não irão mexer na capa!!! o/ Então comemore!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s