Primeiras Impressões Gerais da temporada de Animes do Verão/2012

A chamada pior temporada do ano que acabou por se mostrar não tão ruim quanto todos pensavam.

  Muita gente deve estranhar esse post, visto que já faz um tempo que os novos animes estrearam, já estando muito deles inclusive em seu segundo episódio, porém, saibam que o atraso foi proposital. Queria fazer algo diferente do que fiz com os primeiros episódios de Medaka Box e Kuroko no Basket, então esperei sair a maioria dos animes que eu julgo promissor para fazer as tais “primeiras impressões” todas em um post só. E, sendo esse método o câncer da blogosfera brasileira ou não (como bem explanado no Gyabbo), ainda acho válido e quem tiver alguma coisa contra só marca dia e hora que a gente resolve isso no braço (ui). Será que aquela lista de animes novos para o Verão de 2012, que se mostrou tão broxante, correspondeu às expectativas (negativas, no caso)? Então, por ordem alfabética para não gerar bagunça, vamos aos animus:

Arcana Famiglia

O que é? Adaptação de uma Visual Novel, ambientado na Itália. Alguns membros da máfia (a tal Arcana Famiglia) possuem tratos com cartas de tarô (chamadas Arcanas), sendo que cada uma delas lhe confere determinado o poder. Quando o chefe da família decide que está na hora de se aposentar ele se propõe a realizar um torneio entre  os que possuem os poderes arcana e ao vencedor será dado o título de Papa e o direito de se casar com a filha do atual chefe, Felicita. Porém a menina não aceita essa decisão e decide entrar no torneio e decide entrar na luta pela sua própria mãe, tendo apenas 2 meses para treinar.

O que achou? O anime começa com uma boa sequência de ação e tem tudo para agradar tanto os meninos quanto as meninas. Isso porque, apesar da já citada ação, o elenco de personagens é predominantemente masculino, sendo eles os diversos esteriótipos que as otakinhas gostam (sério, tem de tudo), o que, consequentemente, dá brecha para as fujoshis criarem pares yaoi a vontade. Claro que ele pode acabar pendendo mais para o lado do Harém Inverso (uma menina disputada por vários homens) do que para o típico torneio com pancadaria, mas isso só o tempo dirá. Para os meninos temos as lutas que, apesar de não terem começado ainda, prometem bastante. Uma pena que o segundo episódio foi um filler, dos bem inúteis por sinal, onde são (re)apresentados todos os personagens e suas particularidades. Isso já afastou logo de cara muita gente, mas ainda sou esperançoso de que possa melhorar.

E aí, vai acompanhar? Sim.

Não vou com a sua cara e quero outras opiniões, onde posso ler? No Gyabbo (só clicar no nome).

Trailer: Clique aqui.

____________________________________________________________________

Bingougami ga!

O que é? Adaptação de um mangá ainda em andamento na Jump Square (casa de D.Gray-Man e Claymore, por exemplo). Uma menina com muita, MUITA sorte está afetando o equilíbrio entre sorte/azar no mundo dos humanos e, assim, uma deusa do azar foi designada para enquadrar a menina nos padrões normais para um ser humano. Porém, ela não vai aceitar perder tudo o que sempre teve de graça e, sendo sortuda, faz de tudo para escapar da deusa do azar.

O que achou? É um non-sense bem divertido e gostoso de se assistir. O anime contra com inúmeras referências a outros mangás da mesma editora onde seu mangá foi publicado originalmente (no primeiro episódio vemos de relance um Vegeta e a personagem principal comparada à Madoka, de tão perfeita que ela é). Existe um pouco de drama, para dar o mínimo de aprofundamento nas personagens, mas ele não é excessivo e muito menos atrapalha no fator comédia da coisa. Merece uma olhada, mesmo com o estilo de humor mais… “Gritado” (veja que irá entender, rs) que pode não ser o tipo de alguns. Ah, também tem alguns fatores de ecchi, mas também nada exagerado.

E aí, vai acompanhar? Sim.

Não vou com a sua cara e quero outras opiniões, onde posso ler? No Shonen a cabo (só clicar no nome do brógi).

Trailer: Clique aqui.

____________________________________________________________________

Campione

O que é? Um jovem e inocente garoto japonês, Kusanagi Godo, recebe um pedido de seu avô para entregar uma “placa” á uma velha conhecida na Itália (sim, a terra das pizzas está em alta). Ao chegar lá uma menina reconhece a tal placa como um grimório, um objeto divino, que fará Kusanagi descobrir que todas as catástrofes naturais são, na verdade, causadas por deuses hereges. Além disso ele se mete com a organização a qual pertence a tal menina e, devido ao poder do grimório acaba recebendo o título de Campione, isso é, aquele capaz de matar um deus.

O que achou? É o anime com mais termos técnicos da temporada, tanto que sequer lembrei o nome da organização da tal menina. As cenas de ação ficaram bem animadas e a temática é muito interessante. O episódio 1 parece mais um “prólogo”, já que o foco principal da sinopse (de o garoto se tornar um Campione), ocorro bem no finalzinho. O ecchi aqui já é um pouco mais “forte” para alguns, nada explícito, mas não é o tipo de anime que eu veria na sala. Promete bastante, estou torcendo para que foquem mais no enredo do que em criar situações aleatórias só para mostrar calcinhas. E esse anime não teve opening… Animes sem opening no primeiro episódio tendem a me fisgar.

Vai acompanhar? Sim.

Trailer: Clique aqui.

____________________________________________________________________

Kingdom

O que é? A história de dois órfãos, Xin e Piao, na China Feudal Ao verem um campo de batalha, eles percebem que a única maneira de eles subirem na vida é lutando e tornando-se importantes generais. Ambos servem como escravos em uma casa pobre, porém o destino não é muito bondoso e acaba os separando, levando Piao para a servir o rei e deixando Xin na merda situação de escravo. Eles só não contavam que isso fosse coloca-los no meio de uma guerra civil entre o rei e seu irmão mais novo, culminando na morte de um deles e obrigando o outro a lutar sozinho para carregar o sonho dos dois.

O que achou? Dos animes aqui comentados, esse é o mais antigo, estando já com seus 5~6 episódios. No meu gosto pessoal é um dos melhores roteiro, e uma das piores animações. Tem muito CG (computação gráfica) totalmente desnecessário, o que tira toda a graça de assistir. Fica feio, parece antiquado, e acaba com todo e qualquer traço de emoção dos personagens. A diferença é tanta que, quando aparece uma cena com a arte “normal”, desenhada (igual a qualquer anime), parece que você acabou de selecionar o 1080p em um vídeo do You Tube. Nos primeiros episódios a grande maioria das cenas é em CG, mas parece que não fez muito sucesso e elas vão ficando mais raras com o desenrolar da trama. Destaque para a opening, que ao meu ver (e ouvir, rs) tem a melhor música dentre os estrantes, e para um primeiro episódio bem longo (50 minutos, prepare-se, caso decida encarar). Ah, o anime está a cargo do Studio Pierrot, o responsável pelos animes de Bleach e Naruto (o que me intriga ainda mais quanto ao uso das CG’s…).

E aí, vai acompanhar? Se sobrar tempo, sim.

Trailer: Clique aqui.

____________________________________________________________________

Koi to Senkyo to Chocolate

O que é? Comédia escolar recheada de ecchi, contando inclusive com a batida piada da amiga de infância indo acordar o rapaz e culminando com um tapa na cara do coitado porque ela deu de cara com o mesmo sofrendo o mau da “barraca armada ao amanhecer”. A trupe principal faz parte de um clube um tanto quanto  diferente, experimentar sabores (o Clube de Pesquisa de Comida). Quando a vaga de presidente do conselho estudantil fica aberta e a principal candidata a ocupá-la tem como objetivo eliminar os clubes inúteis da escola (que conta com cerca de 6000 alunos !), Yuuki Oojima decide que deve disputar as eleições para manter seu amado clube.

O que achou? Não gostei. Moe demais, echi demais, piadinha sem graça demais. Para quem gosta de tudo isso é um prato cheio, mas definitivamente não faz meu estilo. E deixa eu deixar bem claro que não tenho nada contra quem gosta/ama/idolatra moe, mas eu não curto. Confesso que não aguentei terminar o episódio. Aqui temos todos os esteriótipos que vocês podem imaginar, desde o menino de sexualidade duvidosa (que cria uma barra de chocolate chamada “barra yaoi”…oi?) até a tsundere mais clichê possível. A princípio duas personagens e o tal menino da barra yaoi já demonstraram interesse no protagonista. Harém à vista? Quem ver vai descobrir. Detalhe que antes da abertura tem-se uma cena de mistério, destoante de todo o resto do episódio. Seria um indicativo de que as coisas podem ficar mais sérias como desenrolar da trama? Bom, quem ver, me avisem porque eu caí fora desse barco.

Vai acompanhar? Não.

Trailer: Clique aqui.

____________________________________________________________________

Kokoro Connect

O que é? Slice of Life onde os cinco membros do Clube de Cultura sofrem um fenômeno estranho, a troca de corpos, o que acaba gerando as mais diversas situações para entreter o espectador.

O que achou? Eis aqui a maior surpresa pra mim. Kokoro Connect se mostrou uma comédia bem divertida e leve de se assistir. Como dentre os 5 membros, 3 são mulheres e 2 são homens, possivelmente role algum romance no futuro, mas por enquanto o anime se mostrou muito promissor como “apenas” comédia no seu primeiro episódio. Confesso nunca ter assistido a um slice-of-life, e esse parece ter me fisgado. Atribuo a isso o fator de o humor não ser apelativo e sim algo mais gerado das situações do dia a dia, com o auxílio do estranho fenômeno da troca de corpos. Não tenho muito a dizer, é bobinho, mas mais que recomendado para quem procura algo sem muito compromisso. Mesmo não tendo a melhor animação da temporada, vale a pena.

E aí, vai acompanhar? Sim.

Trailer: Clique aqui.

____________________________________________________________________

Natsuyuki Rendezvous

O que é? Um drama romântico do bloco noitaminA, onde o apático e desinteressado personagem principal, Hazuki, se apaixona pela dona de uma floricultura. Ele só não sabia que ela era uma viúva e que iria se meter em um triângulo amoroso envolvendo o fantasma do falecido marido.

O que achou? Sinceramente, me deu sono. Os personagens e o drama em si não me fisgou. Vou ver mais alguns episódios para ver se melhora, e não faço a mínima ideia de como a história vai prosseguir. Creio que a cara de “aff” do protagonista em TODA cena foi uma das coisas que me fez não me interessar muito por esse anime. Mas, contudo, todavia, entretanto, se você é fã de romances, dê uma olhada nesse anime. Destaque pra belíssima arte da opening e da ending. A melhor definição que li até agora é que Natsuyuki é o “anime de hipster da temporada”. Concordo plenamente e, para mim, está muito perto de ser dropado.

E aí, vai acompanhar? A princípio, não.

Não vou com a sua cara e quero outras opiniões, onde posso ler? No Nahel Argama e no Gyabbo (só clicar nos links).

Trailer: Clique aqui.

____________________________________________________________________

Oda Nobuna no Yabou

O que é? Um menino, fã de jogos baseados no Japão Feudal, um dia, acorda justamente em meio ao… Japão Feudal. Sua maior surpresa é descobrir que todos os heróis e conquistadores da história na verdade são jovens garotinhas. Ele, vindo do futuro, sabe de cor e salteado tudo o que vai acontecer, e assim passa a desempenhar um papel crucial na história, ao lado de Oda Nobuna (quem ele sempre acreditou se chamar Oda Nobunaga, carinha que está inclusive nos jogos da série Sengoku Basara/Devil Kings).

O que achou? Olha, é o segundo anime do ano em que lordes feudais da era Sengoku são retratados como jovens garotinhas. A diferença deste para Sengoku Collection é que, aqui, em vez de as garotinhas irem para o mundo atual, é o protagonista que cai no Japão Feudal. Tenho medo de o anime virar um harém moe, mas pelo primeiro episódio parece que isso não ocorrerá (com exceção da ending, onde todas aparecem enroladas em lençóis). O legal é que a meninas representam personalidades que realmente existiram e eu gostei de como os apectos “futurísticos” foram vistos pela galera do período Sengoku. Muito engraçada a parte em que ele usa um toque de celular para fazer o inimigo pensar que um exército estava vindo. Pena que acabou a bateria logo depois… Afinal, celular ficar sem bateria quando mais se precisa: quem nunca?

E aí, vai acompanhar? Sim.

Trailer: Clique aqui.

____________________________________________________________________

Sword Art Online

O que é? Um mundo virtual é criado para comportar os jogadores de um novo RPG totalmente interativo onde, colocando uma espécie de capacete, o indivíduo realmente “entra” naquela realidade e comanda seu personagem através de seu sistema nervoso, como se estivesse controlando o próprio corpo. Porém as intenções do criador do jogo não eram das melhores e ele prende todos os jogadores naquela realidade virtual. Quem tentar tirar o tal “capacete” à força terá os neurônios queimados e morrerá. O único meio de sair é zerando o jogo.

O que achou? Cá entre nós, é um enredo que soa batido, mas isso não impediu de ser a melhor estreia de temporada para mim. Em uma leva onde não se tem nenhum “battle shonen” de peso na lista, Sword Art Online se mostrou um belo refúgio para os órfãos do gênero. Com um primeiro episódio que serviu mais para introduzir o mundo virtual e as regras do jogo, a ação ficou meio de lado (apesar de ainda estar presente). Porém a ending deixou bem claro: porradaria vem aí. Algumas passagens foram bem divertidas (como quando é revelada a verdadeira aparência dos jogadores) e o relacionamento entre o personagem principal e seu primeiro, erm… “amigo” não pareceu superficial. E, olhem lá, esse é outro anime sem opening. Já disse o quanto isso me faz gerar boas expectativas, não?

E aí, vai acompanhar? Sim.

Não vou com a sua cara e quero outras opiniões, onde posso ler? No Nahel Argama (não preciso repetir que é só clicar, né? rs).

Trailer: Clique aqui.

____________________________________________________________________

Tari Tari

O que é? Anime escolar (sim, mais um) que gira em torno de Miyamoto, uma estudante membro do clube de coro que, por ter cometido uma gafe no recital do ano passado, foi descartada do “elenco” que irá cantar nesse ano. Inconformada com a situação ele decide abrir outro clube de coro, por conta própria, para poder mostrar a todos o que mais gosta de fazer: cantar.

O que achou? Olha, me surpreendeu. Achei que seria uma merd* total e, muito pelo contrário, achei extremamente divertido. A animação é muito bonita e os cinco personagens principais são bem carismático. Destaque para um estrangeiro, que segue à risca todas as instruções de um livreto de “como se comportar no Japão”, o que o faz agir de forma meio… Idiota, e o coitado acha que está fazendo tudo certinho. A melhor amiga da protagonista (não lembro o nome, desculpa) é a que mais tem características peculiares. Ela anda a cavalo, mora em um templo isolado da cidade, é membro do clube de arco e flecha, se veste como loli e tem uma mãe v1d4 l0k4. Achei informação demais para uma personagem e acho que até o momento essa é a minha maior crítica para como anime. Uma coisa que eu gostei foi que, ao que parece, o background de cada personagem (pelo menos das meninas) vão ser explorados, e isso os tiraria do status de personagens rasos e sem profundidade emocional. O final do segundo episódio é, até agora, uma das melhores cenas dentre as presentes nos animes novos. Assim como Kokoko Connect, recomendo para quem busca um lazer descompromissado, apesar de Tari² ser muito mais bonito visualmente.

E aí, vai acompanhar? Sim.

Trailer: Clique aqui.

____________________________________________________________________

  E pra quem fala que post de primeiras impressões é rápido… Please, esse demorou bagarai, rs. Leiam, comentem, divulguem, concordem/discordem! O espaço dos comentários está aberto para todos.

  E para quem quiser outras impressões gerais, além das já linkadas individualmente/por anime, tem um post bem completinho no Elfen Lied Brasil que vale o clique e, caso queiram saber de alguma estreia que não apareceu nesse post ou conhecer os outros animes novos o Chuva de Nanquim tem um ótimo guia da temporada de verão (verão no Japão, ok?) desse ano.

4 pensamentos sobre “Primeiras Impressões Gerais da temporada de Animes do Verão/2012

  1. Vlw msm por esse post! Me ajudou d+ a escolher quais animes devo assistir! E concordo com tudo q disse! Espero q continue a postar sobre os proximos lançamentos!

    Vlw!

  2. Realmente aquele filler que foi o segundo episódio da Arcana Famiglia foi decepcionante, mas eu tenho esperanças que a série melhore daqui pra frente!!

  3. Apesar do post estar um tanto q passado adorei tds as resenhas e consegui escolher quais animes vou assistir(apesar de muitos ja terem tido seu final) antes de partir pros lançamentos do verão >.<

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s