Shonen Xtreme! [28] – Bleach (cap. 510) & Naruto (cap. 604)

Declaro aberta a temporada de plot-twists não tão surpreendentes.

  Hello, hello, hello, how low? Como vão vocês, jovens padawans? Primeiramente deixem-me pedir desculpas, já que semana passada não teve shonen xtreme (#shatiadow). Em vez de perder tempo inventando alguma desculpa que pareça promissora, vamos logo comentar essa bagaça, mas, antes, hora do replay, para comentar rapidamente o que houve na semana passada.

Recapitulando: Bleach 509 – Tenchi Kaijin

  Kubo novamente surpreende a todos colocando um título em japonês, porém não. Yamamoto continua a dançar na cara do adversário ao som de Ganganm Style, inclusive fazendo com que os quincies mortos por ele retornem, gerando assim todo aquele drama psicológico em Juha Bach. Depois de uma boa dose de incompetência do quincy alfa, Yamma finalmente revela o “Norte” de sua bankai, Tenchi Kaijin, ou “Incineração do Céu e da Terra”, dando assim o golpe de misericórdia em Juha. O curioso foi o final onde, caído no chão, Bach pede desculpas a… Juha Bach. Então ele não seria o verdadeiro Juha? Yugi usou a carta copycat? Ou Kubo que usará o monstro que renasce no próximo capítulo? Mistério, só que não, porque o capítulo 510 já está no ar e todos sabemos a verdade (=O). Ikimasu dar uma olhada na continuação.

Bleach 510 – The Extinction (A Extinção)  O que é isso? Um pássaro? Um avião? Um camaro amarelo? Não senhores, é só nosso autor preferido (rs) voltando a usar o título em inglês. Pode parecer um detalhe besta para a maioria, mas na verdade… Ok, é só um detalhe besta mesmo. Antes de comentar o capítulo em si queria dizer que essa semana os fãs de Bleach tiveram várias boas notícias. Primeiro que o mangá finalmente der uma subida no rank de popularidade da Jump (yes!), como vocês podem ver aqui. Além disso foi divulgada a capa do volume 49 pela panini, e ficou muito bonita, parecendo com a original, e não aquela merda feita pela Panini italiana (compare: capa japonesa x italiana x brasileira). E, para completar, o volume 56 do mangá alcançou a marca de 550 mil volumes vendidos no Japão. Pra quem dizia que a série estava caindo nas vendas, olha, sinto muito, mas eu só estou vendo uma crescente dos últimos volumes da saga dos Fullbringers pra cá.   Cabô notícias, bora pro capítulo (eu ouvi um ‘aleluia’?). Na primeira página temos um médico e uma enfermeira muito cabulosos. É o começo de um rápido flashback explicando sobre o nascimento de Loyd e Royd, dois gêmeos que eram tão parecidos a ponto de os médicos não conseguirem dizer qual era o mais novo e qual era o mais velho. Quando eles foram crescendo, perceberam que tinham a habilidade de copiar não só um ao outro, como também as outras pessoas. Loyd se tornou capaz de imitar a aparência e a técnica das pessoas, enquanto Royd copiava o lado físico e a memória.  De volta ao presente, Yamamoto acha muito estranho Juha estar se desculpando, sendo que ele mesmo causou aquela guerra. Então bate uma pontinha de desespero, afinal não precisa ser o Sherlock para saber que tem algo errado ali. Quando o general decide indagar quem afinal é a figura que ele acabou de derrotar, uma explosão rompe do alojamento da primeira divisão e, de lá, surge nada mais nada menos que… Juha Bach.  FFFFFFFFFFFFF. Chegando ao som de “Como uma Deusa” o verdadeiro Juha Bach se dirige ao seu subordinado, o falso Bach, que na verdade era Loyd, o Quincy “Y” , The Yourself (Você Mesmo). Eu estava achando esse Quincy muito familiar, daí lembrei que um dos gêmeos já havia sido derrotado pelo Zaraki alguns capítulos atrás. Juha elogia seu subordinado, que por sua vez fica muito agradecido com o elogio. Então o Quincy Alfa aplica um golpe bacanudo e dá cabo de Loyd. Yamma fala “mimimi, você foi maléfico como sempre”, mas, cara, o coitado tava sem um terço dos órgãos internos, uma morte rápida era o melhor que ele podia esperar. Não achei maléfico,  senti compaixão, achei digno, achei Madre Teresa de Calcutá.   Esse era pra ser o clímax do capítulo, mas, pra mim, o melhor vem agora. O velho Yamma pergunta o que bach estava fazendo e o Quincy o responde com outra pergunta, questionando o que há embaixo do alojamento da primeira divisão. Quem tem uma memória mais ou menos se lembra, ou deve imaginar, mas nem precisa forçar muito, na página seguinte já temos a resposta. Sob a 1ª divisão está a prisão subterrânea, que por sua vez abriga ninguém menos do que… AIZEN! AEEEEEEE, lembraram do Aizen. Nessa hora ecoou um “Baby, come back” na minha mente. Não bastasse isso, Juha ainda revela que todo aquele circo de invadir a Soul Society tinha como objetivo encontrar Aizen Sousuke. Meu lado fanboy não aguentou, é demais pra mim. Deicide 2.0, A Vingança da Borboleta, em breve nos cinemas.  Juha diz que convidou Aizen para fazer parte do seu exército, como um dos potenciais especiais para guerra. Afinal, ninguém sabe como é a bankai do ex-comandante da quinta divisão, sendo assim impossível roubá-la. Aizen, orgulhoso como é, recusou. Ok, balde de água fria. Eu achei que os quincies ainda iam se encontrar com o borboleta-sama, e não que Juha já havia levado um papo com ele. Poxa Aizen, podia ter aceitado só para fugir da gaiola e depois dar uma escapadinha. 😦   Bach provoca seu adversário, perguntando se ele gastou todas as suas forças para enfrentar uma simples cópia. Yamamoto que tem o sangue quente (rs) já foi lá e berrou bankai. Porém, agora Juha conhece completamente o funcionamento da bankai do inimigo, o que significa… Roubo da Zanka no Tachi. Eu já começar a amaldiçoar o Kubo, falando que não precisava ter feito o Yamma usar todos os golpes só para depois isso “justificar”  o roubo da bankai, afinal, apenas com o “leste” e “oeste” ele podia ter muito bem dado conta do falso Juha. Eis que então o Quincy abre a boca. Ele diz que podia ter roubado a bankai do velho a qualquer momento, mas somente ele seria capaz de controlá-la, e por isso ele ordenou a Loyd/Royd (não sei quem é, rs) que não fizesse nada até que ele retornasse do chá da tarde com o Aizen.  Então, o que fazer agora? Bach pensa em usar a bankai de seu inimigo para reanimar os shinigamis mortos até agora… Cara, isso sim seria maléfico. Não quero ver o Byakuya como um cadáver D: Bom, sorte que Juha não fez isso. Com sua espada, o Quincy “desenha” uma espécie de arco, que mais parece um pássaro, e então dele caem algumas espadas de luz.  Juha Bach pega a espada, faz carão, e, tcharan, desce um belo de um golpe no velho Yamma. Quem diria, hein? Em uma semana a página dupla e com o general dando seu golpe mais poderoso, e na semana tá ele lá de novo na página dupla, só que dessa vez sendo cortado ao meio. E sou só eu que acho que esse Juha tem muita cara de mexicano? Consigo imaginar ele com um sombrero numa boa. Arriba! Essa página com ele fazendo cara de “Bitch, please, se fode ae” ficou muito bem desenhada. Palmas pro Kubo. Só esperar o capítulo 511 e ver o que acontece. Ichigo tem que se encaixar na história de algum jeito e ainda temos que saber quem é o dono daquela “espada misteriosa”  que acabou com Kirge no Hueco Mundo. Aposto no Grimmjow, e acho que semana que vem teremos a mudança de foco pro HM.  _______________________________________________________________________________________________________

Recapitulando: Naruto 603 – Reabilitação  Acharam que eu tinha esquecido dos ninjas, né? Nesse capítulo Madara tentou mandar Obito para a Rehab, mas ele disse NO, NO, NO. Sdds Amy. Bom, na verdade o 603 foi uma merda, literalmente. Teve muita piadinha de duplo sentido com “cocô” pra pouco enredo. Em suma, Obito acorda e se depara com dois “androides” piadistas, sendo que um deles tem a cara idêntica à primeira máscara que ele usou como Tobi, e também a personalidade bem parecida com a que Obito adotou durante essa “fase”. No mais temos o pequeno Uchiha se recuperando e ao final um alerta de que Kakashi e Rin estão por perto. Obito se “reveste” com o corpo do androide Tobi para ficar mais forte (Kishimoto fumando adoidado para desenhar essa cena) e assim eles partem pro pau para rever os amigos. Destaque que teve flashback DENTRO do flachback, rs, parabéns tio Kishi.

Naruto 604 – Reencontro, e então…  Olha, a Shonen Jump não é a Ação Magazine, mas de vez em quando atrasa também. Nessa edição Naruto ganhou capa e páginas coloridas para comemorar a marca de 600 capítulos… Comemoração essa que deveria ter sido dada algumas semanas atrás. Ok, tudo bem, a gente releva. A página dupla ficou linda bagarai, já a capa não me agradou nem um pouquinho. Como de costume vou postar as IBAGENS coloridas ao final do post, daí vocês tiram suas próprias conclusões.  Com o “manto” do androide, Obito usa a força da estátua, a qual estava conectado por uma raiz,  para quebrar a parede que o separa do mundo de fora. Madara só observa, e pergunta se o jovem está indo embora. Não, imagina, ele só vai comprar um pão e já volta.    Obito pergunta pro androide branquelo onde estão o Kakashi e a Rin. Ele responde que, basicamente, o “cara da espiral” no qual o Uchiha está envolvido é um de seus clone e, assim, eles poderão se comunicar tranquilamente. Melhores GPS’s. Não bastasse estar coberto por, er, “ser vivo”, Obito ainda rouba uma roupa (por sinal muito parecida com o manto da Akatsuki) do estoque do Madara e sai em sua busca.  Obito pede para que o “cara da espiral” se comunique com os outros clones que estão espalhados pela região. Esses o dizem que Kakashi e Rin estão ferrados, cercados por inimigos do nível de Jounin e ANBU. Ele também recebe uma informação sobre algo relacionado a cobaias da névoa, mas não consegue ouvir muito bem. O jovem Uchiha se pergunta o que Minato está fazendo em uma hora crucial como aquela e o androide o responde que o quarto Hokage está ocupado com outra missão.   Então, novamente, dá-lhe flashback denteo do flashback. Pqp, não aguento mais ver a mesma cena com o Obito sendo esmagado, a Rin do lado e o Kakashi prometendo que vai cuidar da garota. Muda o disco Kishimoto, por favor. Já peguei ódio da guria só pela repetição excessiva da cena. O legal é que o Obito está cagando e andando pro Kakashi, preocupado apenas em saber se ele está cumprindo sua promessa de cuidar da Rin a todo custo. Amigões, hein?  O cara da espiral diz que, provavelmente, eles vão entrar em batalha. Assim o androide acha melhor ele mesmo lutar, já que Obito ainda está com o corpo debilitado. O Uchiha recusa, já que se lembra das palavras de Madara sobre o sharingan despertar seu potencial completo quando está junto do seu par original. Assim Obito aposta na sua combinação com Kakashi para, adivinhem, proteger a Rin. Não seria mais fácil se essa inútil aprendesse a lutar?  O androide-cara da espiral-casaco diz que Obito está ligado ao corpo artificial de Hashirama e que, juntando o poder do sharingan com as habilidades senju ele pode conseguir um poder nunca antes visto. Alguma coisa voa na cara de Obito, e logo ele percebe se tratar dos resquícios de uma explosão gerada pelos clones do androide para indicar onde é a localização exata de Kakashi e Rin.  Obito está decido a ir, só que no meio do caminho sente uma dor no olho esquerdo e então vê a imagem de Rin surgindo aos poucos, até visualizar seu rosto estático de agonia enquanto tem o coração perfurado por um braço. O Uchiha pensa que é coisa da sua imaginação e se obriga a parar de pensar coisas estranhas, apressando seu passo. Quando enfim chega ao local destinado…  Tcharãm! Dá-lhe Kakashi, aos prantos, descendo o Chidori na menina. Esse foi o grande, er, “plot-twist” que fez alguns (muitos) leitores ficarem na vibe “OH MEL DEUS KAKASHI PORQ VOSSE FEZ ISSO? COMOAÇIN” e reações do gênero. Podem me chamar do que quiser, mas eu não achei nada “ÓÓÓÓH!”. Ok, foi legal, inesperado, mas existem inúmeras possibilidades de explicar o acontecido e no final o Obito ter ficado com esse rancor todo apenas por causa de um mal entendido. Kakashi pode ter sido controlado pelo Inimigo, Rin poderia estar “possuída” de modo que a única salvação para ela era morrer, ou simplesmente aquele pode não ser o Kakashi ou não ser a Rin. Sério, tem TAAAAANTA coisa, que não fiquei tão empolgado quanto sinto que deveria, mesmo tendo achado um capítulo bom ao todo (apesar de ter sentido que ele passou muito rápido).

  Para encerrar, fiquem com a capa e as imagens coloridas de Naruto. Semana que vem é a vez de Bleach ganhar color page, vamos ver o que o Kubo vai aprontar. Já imaginaram o Grimmjow reaparecendo em cores? 8D [/fanboy]

Anúncios

7 pensamentos sobre “Shonen Xtreme! [28] – Bleach (cap. 510) & Naruto (cap. 604)

  1. Kubo é tão fdp, pensa em td. Os irmãos Loyd E Royd são idênticos, até no nome.
    Ele pensou em como fazer isso, como os japas trocam L por R pra falar a diferença só existe na escrita, já q na hora de falar vai ficar Loyd e Loyd. Um ótimo jeito de mostrar q são iguais, mas diferentes e nos deixar como os médicos q não sabiam diferenciá-los.

    • Detalhe:parece que o Kishi tá tomando umas aulinhas como Kubo sobre “como desperdiçar uma página colorida com uma cena quase monocromática” ¬¬’
      @Mark: Seu texto tá excelente, mas pode ficar melhor se vc parar de “comer” palavras!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s